Visite Nossa Agência de Publicidade Virtual !!!

 Nossa Cidade

» Introdução                

» História                 

» Lafayette Rodrigues 

» Cronograma            

» Pontos Turísticos     

  :: Matriz                   

  :: Chafariz                

  :: Museu                  

  :: Solares

  :: Estrada Real         

» Curiosidades           

» Personalidades        

» Cultura                    

  :: ACLCL                 

» Dados geográficos  

» Economia              

» Educação              

» Lazer                     

» Agenda de Festas   

» Saúde                     

» Câmara                  

» Poder Executivo      

» Símbolos               

» Onde Hospedar       

» Onde comer            

» Telefones Úteis        

» Mapa da cidade       

» Previsão do Tempo  

» Guia Comercial        

» Classificados           

Solar dos Furtado-Amaral:

 

Nele funciona atualmente a Escola de Artesanato João Salgado, onde vem sendo realizado concorridas exposições de artistas da cidade. Localizado na Praça Barão de Queluz, foi construído em fins dos séculos XIX e XX e assinala a pujança do período neo-clássico francês. Ali residiram duas das mais tradicionais famílias da velha Queluz, os Amaral-Furtado, que legaram diversas personalidades ao município. Teve também um ilustre morador: Dr. Castilho Lisbôa, de grande atuação na política local.


Solar dos Mendonças:

 

Casa da Cultura Prof’ª. Gabriela Mendonça - abriga a sede da Academia de Ciências e Letras de Conselheiro Lafayette, com a galeria de fotos dos patronos desta; UBT - União Brasileira de Trovadores - Seção de CL; galeria permanente de artes plásticas Cavalheiro Marzano, biblioteca municipal, que é assiduamente visitada, com enorme número de volumes sempre renovados pelo atual prefeito municipal. Calcula-se que sua construção remonte ao fim do século XVIII. Possui 12 cômodos na parte superior e quatro em baixo, onde funcionava também a cozinha e a senzala dos escravos. Seu nome se deve a uma de suas ilustres moradoras, já falecida: a professora Gabriela Mendonça que, depois de aposentada pela E.E. Domingos Bebiano, abriu em sua casa um escola particular, a conhecida Escola da Tia Biela, onde diversas personalidades do município aprenderam as primeiras letras.


Solar do Barão de Suassuí:

 

Foi construído no início do século XVIII e reformado em 1787. No início do século XIX , o solar era propriedade do último capitão-mor da Real Vila de Queluz, José Ignácio Gomes Barbosa, que o deixou, por herança, a seu filho, do mesmo nome, que veio a ser agraciado com o título nobiliárquico de Barão de Suassuí. Ali funcionou o Colégio “Monsenhor Horta”, no final da década de trinta, até meados de 40, junto com a antiga Faculdade de Comércio. Depois, abrigou o Fórum da comarca (até 1956) e a E.E. Inconfidência.


Solar Furtado:

 

 

Localizado na Praça Barão de Queluz, que guarda a cama em que pernoitou o Imperador D. Pedro II, quando de sua viagem a Minas (1881).

 

Material fornecido pela Secretaria de Educação e Cultura de Conselheiro Lafaiete - MG