"Enquanto não se atinge o extremo, nada resulta em contrário." (Carl Jung)

.

.

.

.

.