"O ci˙me depende mais da vaidade que do amor."

.

.

.

.

.