"Todos aqueles a quem fazemos bem, nutrem lá dentro a secreta esperança de um dia nos correrem a pontapés." (Albino Forjaz de Sampaio)

.

.

.

.

.